Construção sem dor de cabeça

Ter a própria casa é o sonho da maioria das pessoas. Mas não basta ser uma residência qualquer, muitos querem uma nova e optam por comprar um imóvel que ainda está em construção. Porém o sonho pode virar pesadelo por causa de uma dor de cabeça: no final, a taxa do condomínio não pode ser bem aquela que foi apresentada na hora da compra. E o que fazer nesses casos?

Na prática funciona assim: no primeiro mês após a entrega das chaves, a mensalidade é calculada de acordo com as estimativas de quem construiu e vendeu o empreendimento, já que não há nenhuma base para fazer o cálculo da taxa condominial.

Depois desse primeiro ano é que a dor de cabeça começa. Com o empreendimento já em funcionamento, já é possível fazer uma previsão dos gastos dos 12 primeiros meses, para o próximo ano. E o valor pode surpreender o morador.

Isso acontece porque o local vai ganhando forma, até mesmo para atrair novos compradores. As melhorias como sauna, piscina, fitness e outras, acabam pesando no bolso de quem comprou o imóvel na planta. Além do custo de instalação, esses equipamentos requerem manutenção, o que encarece mais a taxa.

E não é só a instalação de melhorias que pode encarecer a conta. A manutenção de elevadores, serviço de jardinagem, reforço na segurança, também pesam no orçamento. Além disso, conforme o condomínio cresce, gastos básicos como água e energia elétrica se elevam, resultando em mais um reajuste.

Imagem

Outro motivo para reajuste na taxa é a inadimplência. O crescente número de condôminos que deixam de pagar as taxas faz com que os que mantêm as contas em dia, sejam punidos com reajustes.

Há ainda a possibilidade – remota – de que a construtora subavaliou os custos para dar a ideia de que o imóvel é atraente; ou seja, aquela história do bonito e barato não ficou tão barato assim. O que pode ter acontecido também é que ou o custo foi mal calculado no início, ou estão pedindo mais do que o necessário após a entrega.

E como não cair em armadilhas? O jeito é buscar o máximo de informações sobre os gastos condominiais no momento da compra. Mas uma boa dica é pegar uma cobrança detalhada de condomínio e ir perguntando item por item quanto está previsto de gastos com faxina, jardim, zelador etc. o maior erro que as pessoas podem cometer é avaliar o preço do empreendimento, sem pensar nos gastos futuros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s