Reportagem completa: Um doce sabor, dentro de casa

Abaixo você confere a reportagem completa da editoria de “Bem Estar”, que teve corte com erro gráfico, na edição 94 da revista Portal dos Condomínios:

Quem tem o hábito de consumir frutas quando vai ao supermercado ou a feira livre sempre escolhe praticamente as mesmas: maçã, laranja, banana, mamão ou manga. Dificilmente alguém se arrisca comprar outro tipo de fruta, por mais apetitosa que seja a aparência. Talvez seja um hábito, o qual o consumidor aja incoscientemente.Mas o gosto de uma fruta comprada não é o mesmo de uma colhida na hora, no próprio pé. Pode até parece estranho, mas o sabor é totalmente diferente. E quem imagina que não dá para ter uma árvore frutífera dentro de casa, está muito enganado.

Já imaginou comer jabuticaba diretamente do pé? Pode parecer estranho, mas é possível ter uma jabuticabeira dentro de casa, mesmo se você não tiver um grande espaço. Além do fruto saboroso, as flores da árvore são exuberantes e dão beleza e um colorido diferenciado aos ambientes.

A jabuticabeira é uma árvore frutífera, nativa da Mata Atlântica e da família das mirtáceas. Segundo a paisagista e engenheira agrônoma, Elen Moraes, existem várias espécies no país, porém as mais conhecidas são a Myrciaria cauliflora, (jabuticaba açu) que possui frutos grandes e a Myrciaria jabuticaba (sabará), que possui frutos menores e geralmente mais doce que a outra.

Mas quem imagina que uma árvore assim não possa ser cultivada em um quintal ou até mesmo em um vaso de plantas está muito enganado. Não há desculpas para não aproveitar as flores e o fruto da jabuticabeira. “Sim, é possível cultivar frutíferas como a jabuticabeira em vaso”. A única preocupação do morador é se certificar que são necessários alguns cuidados especiais, como uma maior frequência de adubação e irrigação.

Caso a residência possua uma área livre, como jardim ou quintal, e o morador decidir plantar a jabuticabeira no solo, deve ter um espaço que varia de 9m² quadrados no mínimo, e no máximo 11m². Só assim a jabuticabeira poderá atingir sua plenitude. “No caso de vaso, deve-se utilizar vasos grandes, com dimensões mínimas de 150 litros”.

A paisagista explica que montar um vaso para plantar a jabuticabeira é muito simples. De um modo geral, coloca-se no fundo um pedaço de manta não tecido, uma camada de argila expandida e uma camada da manta novamente.

Depois de feito esse processo, é só o morador colocar um composto contendo uma mistura de terra com esterco curtido, mais areia e adubos diversos de crescimento; tudo isto pode ser encontrado em casas especializadas.

Em seguida, planta-se a muda no centro do vaso. Geralmente as mudas de jabuticabeiras são oriundas de sementes. Neste caso pode se demorar cerca de sete anos para produção de frutos. Caso a muda seja obtida por meio de outro método, como enraizamento, o tempo para obtenção de frutos é menor.

A jabuticabeira é uma planta ornamental, porém de crescimento lento. Além do delicioso fruto, o morador pode desfrutar da sua floração belíssima, que dará lugar a uma frutificação que se torna exuberante. Para quem gosta de natureza é bom saber que esta é uma árvore muito ecológica, procurada por diversos tipos de pássaros e animais.

O melhor local para deixar o vaso ou plantar a árvore é onde haja pleno sol, áreas que recebam bastante sol ou preferencialmente no chão. “Se for colocar em vaso é imprescindível que ele fique em pleno sol, ou local com muita insolação, na sombra a planta não se desenvolverá normalmente”.

 Ou seja, além de belas flores, frutos saborosos, você ainda pode ser contemplado por pássaros que procuram a árvore para se alimentar ou retirar o néctar das flores. Segundo a paisagista, em cidades da região como Itu e Salto, ou até mesmo em outros condomínios mais antigos, que possuem terrenos de áreas maiores de mil metros quadrados, se torna comum a presença de belas jabuticabeiras em plena produção.

E para quem ainda tem dúvidas se planta ou não uma jabuticabeira, é bom saber que na polpa da fruta está presente nutrientes como o ferro, fósforo, vitamina C e algumas boa doses de niacina, que é uma vitamina presente no Complexo B e que ajuda na digestão, eliminando mais facilmente as toxinas encontradas no nosso corpo.

Lembrando sempre que quando a árvore começar a dar fruto, só deve-se começar a colheita quando eles estiverem bem maduros, ou seja, quando apresentarem uma característica de ser bem preto e brilhante. Quanto mais maduro, mais doce a jabuticaba fica.

E o morador não precisa usar a jabuticaba só para comer assim, ao natural.  Pode-se fazer diversas receitas como geleias, licores e aguardentes. E o melhor de tudo isso? Uma fruta saudável, 100% natural e colhida na hora. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s